Juntos rumo a 2030 (PT)

Juntos Rumo a 2030

Noruega apresentou a sua candidatura ao Conselho Executivo da UNESCO para o termo 2025-2029 em março de 2022

  • A Noruega é um firme apoiante da cooperação multilateral. Procuramos soluções comuns para questões globais e seremos um membro construtivo, dedicado e fiável da Comissão Executiva
  • A Noruega tem uma longa história de cooperação com os países em desenvolvimento, de promoção da solidariedade e de parcerias para o desenvolvimento sustentável e para a paz, e de inclusão de jovens como parceiros cruciais no desenvolvimento de políticas
  • A Noruega apoia o mandato da UNESCO em matéria de direitos humanos e o trabalho da UNESCO em prol da juventude, da inclusão e da igualdade  
  • Enquanto membro do Conselho Executivo, a Noruega trabalhará no sentido de garantir, a todos, o acesso ao conhecimento, à ciência e à educação de elevada qualidade, com base na igualdade, na inclusão e na mobilidade social  
  • A Noruega empenhar-se-á na promoção de uma economia dos oceanos mais sólida, sustentável e inclusiva, e continuará a apoiar a Década das Nações Unidas das Ciências do Oceano 
      
  • Noruega apoia o mandato da UNESCO no âmbito da cultura, incluindo a preservação do património, cultural e natural, tangível e intangível  

A cooperação multilateral assume cada vez mais importância e a Noruega tem uma visão clara de como criar uma UNESCO relevante, assente no conhecimento e eficiente.

Um parceiro consistente e de longa data

A Noruega reconhece que a participação inclusiva de jovens e
a inovação são essenciais para construir um futuro mais justo e
sustentável para as gerações atuais e futuras.

A Noruega tem uma longa história de solidariedade e parcerias para a
paz, os direitos humanos e o desenvolvimento sustentável. A Noruega
está alinhada com os objetivos da UNESCO na promoção da paz e
da segurança através da colaboração na educação, ciência, cultura,
comunicação e informação.

  

A Noruega acredita que a cooperação internacional é crucial para
a resolução dos desafios globais e para alcançar objeti vos comuns,
considerando vital a elaboração de políticas baseadas em evidências e
dados.

Os desafios globais exigem soluções comuns.